diariodequarentenaDiário de quarentena: 90 dias em fragmentos evocativos

Diário de quarentena, de Frei Betto, focaliza os três primeiros meses da pandemia do coronavírus de 2020, e já surge predestinado a se transformar em uma obra de referência duradoura, como o Diário da peste de Londres, de Daniel Defoe, publicado em 1722 e ainda em catálogo nos dias de hoje.

Sobre a fé e a ciência

 


Sobre a fé e a ciência

Frei Betto e o físico Marcelo Gleiser, mediados por Waldemar Falcão, tratam nesse livro da difícil interação entre ciência e fé, de suas relações com o poder, com o fundamentalismo, do respeito aos espaços de cada saber e de como eles interagem. Nova edição revista.


O diabo na corte: leitura crítica do Brasil atualO diabo na corte: leitura crítica do Brasil atual

O livro faz uma leitura crítica da conjuntura brasileira a partir das eleições de 2018.

Esta é uma obra que convida o leitor a um diálogo sobre as surpreendentes mudanças pelas quais passa o Brasil e as perspectivas de superação dessa etapa de radicalização do ultraliberalismo.


Marxismo ainda é útil?

Marxismo ainda é útil?

Em tempos de obscurantismo, é preciso se contrapor àqueles que cometem o grave erro de associar capitalismo e democracia. A análise de Marx comprova que o capitalismo é intrinsecamente nocivo à espécie humana.

Mas o socialismo não fracassou? Ora, não é pelo fato de a Igreja ter promovido a Inquisição que devemos descartar a proposta de Jesus.

Este livro analisa também a queda do Muro de Berlim (1989) e os impasses e perspectivas do socialismo. A pertinência da análise de Marx é, hoje, comprovada pela financeirização da economia, a tensão bélica e a reificação do ser humano pelo fetiche da mercadoria.


Minha avó e seus mistérios

Minha avó e seus mistérios

Em Minha avó e seus mistérios, Frei Betto move-se simultaneamente pelo campo da ficção e da não ficção, pois, ao evocar as lições de vida de sua avó Maria Zina - uma vovó de verdade, de carne e osso -, ele o faz com um lirismo especial, com toques de realismo fantástico. Isso faz com que o livro possa ser lido em dois registros diferentes: como uma obra de entretenimento, a louvação do neto à avó amada, ou como um manual do bem-viver, já que os conselhos de Dona Maria Zina são tão originais quanto úteis e valiosos, muito embora sejam frequentemente temperados com um humor todo especial.


feeafeto

Fé e Afeto – Espiritualidade em Tempos de Crise

Tolerância, fé e política, ética e justiça são temas recorrentes desse livro. Ele enriquece nossa subjetividade, anima a nossa espiritualidade e aprimora nossa consciência crítica.


Por uma Educação Crítica e Participativa

Por uma Educação Crítica e Participativa

Para educadores e estudantes comprometidos com uma educação voltada à cidadania, ao protagonismo social e a ações solidárias.


Cartilha Sexo, orientação Sexual e Ideologia de Gênero

Cartilha Sexo, orientação Sexual e “Ideologia de Gênero”

Aborda em linguagem popular homossexualidade, diversidade de gênero, união homoafetiva , orientação sexual e “ideologia de gênero”. Em defesa da população LGBT. Por que a Bíblia não condena a homossexualidade.


Cartas da prisão

Cartas da prisão

Durante seus 4 anos de prisão (dois como preso político e dois como preso comum), entre 1969 e 1973, Frei Betto escreveu cartas a parentes e amigos. Muitas saídas clandestinamente dos presídios.  As cartas foram editadas primeiro na Itália e lidas pelo papa Paulo VI. Depois na França, Reino Unido, Suécia, Alemanha, Holanda, Espanha, EUA e Argentina. Agora a Companhia das Letras reuniu todas as cartas dos quatro anos de cárcere originalmente publicadas em dois livros - Das Catacumbas e Cartas da Prisão - na nova edição, inclusive duas dezenas inéditas. Esta obra demonstra como a dor pode se transformar em amor.

Topo