Capa do livro Ofício de escrever

Coletânea de artigos que refletem a paixão de Frei Betto pela escrita e a literatura. Ao longo da leitura desta nova obra, ele nos leva a uma viagem pela literatura e sua força como linguagem e instrumento de resistência. Mas não se limita a discorrer sobre seus próprios hábitos e segredos de escritor.

Destaca também a técnica de autores fundadores, como Shakespeare e Cervantes, e singulares como Tomasi di Lampedusa, Saint-Exupéry e T.S. Eliot.

Merece destaque o carinho com que aborda a obra de dois grandes escritores — mineiros, como ele — Bartolomeu Campos de Queirós e Adélia Prado.

Topo